Yahoo menosprezou problemas de segurança

Num artigo do New York Times, os jornalistas Nicole Perloth e Vindu Goel afirmam que a Yahoo atribuiu um nível de importância muito baixo em relação às questões de segurança dos seus próprios sistemas.

Durante a semana passada foi divulgado que a Yahoo sofreu, em 2010, a maior intrusão de que se tem conhecimento na rede de uma empresa. Durante 6 anos a Yahoo nunca admitiu, publicamente, o ataque.

Em 2012 foi contratada a CEO Marissa Mayer que, em 2014, se encarregou de contratar Alex Stamos, um reconhecido defensor de questões de privacidade e de medidas anti-vigilância, para a posição de Chief Information Security Officer.

No entanto, segundo alguns trabalhadores, quando chegava a altura de investir dinheiro a sério em medidas de segurança, Marissa Mayer recusava as medidas de Stamos, mesmo quando este tentou implementar um mecanismo básico que permitisse à empresa fazer reset às passwords de todos os utilizadores, no caso de uma intrusão como a de 2010.

Fonte: Defending Against Hackers Took a Back Seat at Yahoo, Insiders Say
Foto:  JD Lasica