As escolhas de Peter Thiel

O famoso investidor volta ao mediatismo depois de ter apoiado Hulk Hogan contra a Gawker. Deste vez, a razão é o seu apoio monetário à campanha do Donald Trump no valor de $1.25m.

Apesar de ter participado em congressos do partido republicano, em apoio do sr. Trump, esta vez o seu contributo gerou um conjunto de perguntas sobre quem tem relações profissionais com o sr. Thiel.

David Heinemeier Hansson questionou Paul Graham, fundador da YCombinator, como é a relação profissional com um apoiante de alguém que tem visões muito diferentes para a industria. Isto acabou numa troca de tweets muito interessantes entre ambos que acabou com o bloqueio do sr. Hansson pelo sr. Graham.

Algum tempo depois o actual presidente da YCombinator, Sam Altman e apoiante da Hillary Cliton, escreveu:

A Trump presidency would be a disaster for the American economy.

(…)

The only two vocal Trump supporters I am close to are Peter Thiel and my grandma.

(…)

That kind of diversity is painful and unpopular, but it is critical to health of a democratic and pluralistic society.  We shouldn’t start purging people for supporting the wrong political candidate.  That’s not how things are done in this country.

Hoje, Mark Zuckerberg numa mensagem interna para os trabalhadores da Facebook (o sr. Thiel é um dos investidores):

We care deeply about diversity. That’s easy to say when it means standing up for ideas you agree with. It’s a lot harder when it means standing up for the rights of people with different viewpoints to say what they care about. That’s even more important.

Tanto o sr. Altman como o sr. Zuckerberg, falam na necessidade de diversidade como justificação. Isto é olhar para as questões levantadas, pelo prisma da liberdade de expressão quando estamos a falar sim das relações profissionais entre empresas. Ninguém afirma que o Facebook deve bloquear a liberdade do sr. Thiel ter a sua opinião ou de que possa investir nas startups. Os negócios são realizados de livre vontade e por essa mesma razão é questionado a integridade de quem coloca o dinheiro como foco principal em detrimento da sociedade. Esta foi a razão para Ellen Pao, co-fundadora do Project Include anunciar o corte de relações com a YCombinator.

But Thiel’s actions are in direct conflict with our values at Project Include. Because of his continued connection to YC, we are compelled to break off our relationship with YC. We hope this situation changes, and that we are both willing to move forward together in the future. Today it is clear to us that our values are not aligned.

Fontes: Sam Altman Blog, Business Insider, Medium
Fotografia: Heisenbergmedia