Dizer asneiras pode ser sinal de inteligência

Um estudo realizado por psicólogos do Marist College concluiu que, afinal, dizer palavrões pode ser sinal de inteligência e ajuda a aliviar o stress.

Na pesquisa que fizeram, pediram ao grupo de estudo para dizerem o maior número de palavrões que se lembrarem durante um minuto. Os resultados foram engraçados: as pessoas com maior fluência verbal também foram as que se lembraram de mais palavrões.

O estudo permitiu concluir também que dizer palavrões ajuda a aguentar a dor física durante mais tempo. Pediram às pessoas para colocarem a mão dentro de água gelada e tentarem aguentar o máximo que conseguisse, enquanto diziam uma palavra obscena. Posteriormente fizeram o mesmo teste, mas no qual as pessoas diziam uma palavra neutra. Adivinhem, enquanto diziam o palavrão, aguentavam mais tempo.

What this collection of studies shows is that there is more to swearing than simply causing offence, or a lack of verbal hygiene. Language is a sophisticated toolkit, and swearing is a part of it.

Unsurprisingly, many of the final words of pilots killed in air-crashes captured on the ‘black box’ flight recorder feature swearing. And this emphasises a crucial point, that swearing must be important given its prominence in matters of life and death.

The fact is that the size of your vocabulary of swear words is linked with your overall vocabulary, and swearing is inextricably linked to the experience and expression of feelings and emotions.

Swearing Is Actually a Sign of More Intelligence – Not Less – Say Scientists [Richard Stevens, Science Alert]

Fotografia: Justice for All, por Ilario Reale, sob licença CC BY-NC-ND 2.0